sábado, 1 de setembro de 2012





SÍNDROME
DO
TÚNEL CÁRPICO 


     





O Síndrome do Túnel Cárpico é uma doença que ocorre quando o nervo mediano que passa pela região do punho e que é chamada Túnel do Carpo sofre compressão. Ùltimamente tem estado associado a profissões que requerem actividades físicas repetitivas, no uso das mãos. O nervo mediano percorre o membro superior até à mão, onde dá sensibilidade nervosa ao polegar, dedo indicador , médio e parte do anelar.









CAUSAS


As causas mais comuns são a exigência da flexão e extensão permanente do punho, que conduz à inflamação do tendão dos flexores e consequentemente à compressão crónica e intermitente do nervo mediano.
Ocorre com frequência nas profissões que exigem tais movimentos constantes, como técnicos de Informática no manuseamento do rato , ou em técnicos laboratoriais que executam muitas colheitas sanguíneas diàriamente.



 





SINTOMAS 



Um dos primeiros sintomas deste síndrome, é a perda de sensibilidade, na área de inervação do nervo mediano. De seguida começa a surgir a dor, que por vezes se estende ao braço e até ao ombro e mesmo pescoço.  Pode inclusivamente ocorrer a perda de movimento do dedo polegar e comprometer a oponência que é um movimento fundamental a várias actividades.
Pessoas com Diabetes, Artrite Reumatóide e Gota , têm maior propensão a esta patologia.











DIAGNÓSTICO



Geralmente são efectuados dois testes

- Teste de Phalen - Consiste em dobrar o punho e mantê-lo flectido, durante algum tempo. Nessa posição aumenta a pressão intracarpiana e os sintomas agravam-se.
- Teste de Tinel - Consiste em percutir o nervo mediano. Se este nervo estiver comprometido , aparecerá a sensação de choque e formigueiro.

O médico geralmente faz o diagnóstico também perante a história que o doente conta e os respectivos sintomas.









 TRATAMENTO


Tratamento não cirúgico

Consiste em recorrer a ligaduras que irão manter a mão na posição correcta. A imobilização e  a fisioterapia adequada podem fazer diminuir os sintomas, juntamente com anti-inflamatórios receitados pelo médico.
A fisioterapia vai promover a lubrificação dos tendões e evitar a inflamação.






 





Tratamento cirúrgico


É necessário recorrer a cirurgia quando o tratamento não cirúrgico não resulta. Então torna-se necessário fazer a redução da compressão em torno do nervo mediano.
É feita uma pequena incisão na palma da mão (cerca de 2 cm).
 Se o caso for mais grave a incisão terá que ter maior extensão.
Com o corte do ligamento transverso do carpo a pressão desaparece.
Mais recentemente surgiu uma nova técnica em que se recorre ao uso do endoscópio (pequena câmara TV) através de pequena incisão no punho, para se ver o interior do túnel. Com esta nova técnica a recuperação é mais rápida.






 







Cuide da sua posição de trabalho e no modo com tem que utilizar os instrumentos necessários ao mesmo.


E

Quando caminhar um pouco ao fim do dia, nunca esqueça de observar




AS BELAS CORES 

 COM QUE AS FLORES








NOS BRINDAM




Tema sugerido por Edgar V
Foto minha 



Gota de vidro










14 comentários:

Andradarte disse...

Admiravel este Post...Agora
compreendo certos momentos
em várias situações.....
bfs
Abraço

Luís Coelho disse...

Estas doenças de quando em vez aparecem e desaparecem.
Será da idade ?
Reumatismo e outras causas ?
Estão relacionadas com a coluna ?

gota de vidro disse...


Amigo Luís Coelho

As causas não são idade nem coluna ou reumatismo , mas mais as que indiquei no texto, geralmente relacionadoas com uma repetição de certos movimentos da mão. Por isso a maioria das vezes ser profissional.

Obrogada pela visita e bom domingo

bjito da Gota

Luna disse...

os ratos e a forma de posicionamento do braço não ajuda nada, modernices, beijinhos

O Profeta disse...

Sou um devoto fazedor de sonhos
Um homem que segue o destino
A minha sombra nem sempre me acompanha
Nem sempre acredito haver um ser divino

Nem sempre acredito que há coisas para a creditar
Nem sempre uma viagem tem um feliz fim
Já acreditei no imenso do sentir de gente
Que me disse sentir tanto por mim

São tão perfeitas as flores
Não morrem, apenas se despem das cores

Doce beijo

Silenciosamente ouvindo... disse...

Muito bom tudo o que nos ensina.
Eu sofro do mal que este seu post
trata. É terrível as dores
que provoca.
Beijinhos e obrigada pelo que nos
ensina.Boa semana.
Irene Alves

José disse...

Bom dia, amiga Gota!

Eu quando tinha os meus dez ou doze anos, doí-me muito as mãos os braços e as pernas, as pessoas diziam que era de eu estar a crescer, e que ia crescer muito, o tempo passou e não cresci muito tenho 165, hoje acho que era de eu estar sempre dentro de água mesmo quando estava fria, passava um rio mesmo junto da minha porta. Agora estou na idade do reumático,e nada me dói felizmente, só a alma pela incerteza do dia de amanhã.
Excelente texto.
Desculpe estar a fugir ao tema

Ótima semana,
beijinho

:.tossan® disse...

Mais uma que eu não sabia. Obrigado.
Bj

Verdinha disse...

Olá Gotinha!
Obrigada pela tua visita e palavras doces. Não respondi logo porque eu estava de ferias e sem computador.
A minha mãe foi operada ao canal carpiano 80 anos e ficou bem.
Sabes alguma coisa sobre o síndrome das pernas agitadas? Sofro disso e hoje levantei- me às 5 h para não incomodar o meu marido...
Beijinhos
Verdinha

MEU DOCE AMOR disse...

Oi linda:

Até fico já com os sintomas.

Credo.Olha atrabalheira que te dão estes postes.

Excelente.

Beijinho doce:)))

Rafeiro Perfumado disse...

Então os putos com as suas playstationd, imagino o estado daqueles pulsos quando chegarem a adultos. Beijoca!

tulipa disse...

Na era dos computadores
esta DEVERIA SER CONSIDERADA
UMA DOENÇA PROFISSIONAL
e com os devidos direitos,
no seu tratamento...
para quem trabalha
todo o dia com computadores,
como é o meu caso.

EXCELENTE POST
Amiga
contigo aprendemos sempre mais
Obrigada pela partilha.

Dia 15 de Setembro
foi dia de
RAID FOTOGRÁFICO
...
convido-te
a ver uma mini amostra de
algumas imagens que fiz
no raid fotográfico
cá na Moita.

Chegou a minha estação do ano preferida - belas fotos com as diferentes cores das folhas...
ADORO!

Venho convidar-te a visitar o meu blog
http://pensamentosimagens.blogspot.pt/

Em época de transição do Verão para o Outono, achei um soneto de William Shakespeare adequado e fiz o post juntamente com uma imagem de minha autoria, como já é habitual.
Partilho um pouco do soneto:

Se te comparo a um dia de verão
És por certo mais belo e mais ameno
O vento espalha as folhas pelo chão
E o tempo do verão é bem pequeno

Cá espero por ti
Beijos de Outono.

tulipa disse...

Na era dos computadores
esta DEVERIA SER CONSIDERADA
UMA DOENÇA PROFISSIONAL
e com os devidos direitos,
no seu tratamento...
para quem trabalha
todo o dia com computadores,
como é o meu caso.

EXCELENTE POST
Amiga
contigo aprendemos sempre mais
Obrigada pela partilha.

Dia 15 de Setembro
foi dia de
RAID FOTOGRÁFICO
...
convido-te
a ver uma mini amostra de
algumas imagens que fiz
no raid fotográfico
cá na Moita.

Chegou a minha estação do ano preferida - belas fotos com as diferentes cores das folhas...
ADORO!

Venho convidar-te a visitar o meu blog
http://pensamentosimagens.blogspot.pt/

Em época de transição do Verão para o Outono, achei um soneto de William Shakespeare adequado e fiz o post juntamente com uma imagem de minha autoria, como já é habitual.
Partilho um pouco do soneto:

Se te comparo a um dia de verão
És por certo mais belo e mais ameno
O vento espalha as folhas pelo chão
E o tempo do verão é bem pequeno

Cá espero por ti
Beijos de Outono.

Fa menor disse...

Muito, muito interessante! Uma doença profissional, então.

E não pode ser resultado também de uma lesão, por exemplo?
Pergunto isso porque me lesionei em dois dedos, mínimo e anelar, há uns quatro meses e daí para cá noto sintomas parecidos na mão e nos dedos, mas excepto no polegar.

Bjinhs